Categoria: Beleza

Aprenda como fazer peeling com ingredientes da sua geladeira

Aprenda como fazer peeling com ingredientes da sua geladeira

Acne, manchas e rugas podem ser amenizadas com receitas caseiras que deixarão sua pele renovada

Leia também: Peeling Caseiro para acnes

Se você sonha em amenizar a aparência de manchas, espinhas, cravos ou marcas de expressão do rosto, aprender como fazer peeling caseiro de maneira saudável e segura pode ser o caminho para conquistar esse objetivo.

O tratamento acelera a renovação celular feita naturalmente pelo corpo, eliminando o acúmulo de células mortas e o sebo das camadas superficiais da pele, o que auxilia na manutenção da hidratação, brilho, maciez e uniformização do tom da derme.

Você sofre com oleosidade excessiva no rosto? Então fique atento, pois estas dicas vão te salvar!

Além das versões caseiras, o peeling é realizado principalmente em clínicas de estética e pode ser feito de diferentes maneiras, com resultados específicos que variam de intensidade.

O peeling enzimático é muito usado para suavizar a textura da pele, pois age na quebra da queratina. Já o mecânico é feito com um aparelho que contem um diamante. O cristal lixa a superfície, promovendo uma super remoção de células mortas e a melhora na circulação sanguínea.

Selo Facilite
Como fazer depilação em casa da maneira mais prática e saudável
Muito utilizado em casa, o peeling físico é feito por meio de sabonetes que contenham pequenas esferas, as quais, em contato com a pele, promovem a renovação celular por atrito, limpando a oleosidade da derme.

Feito isso, você pode intensificar o processo com a aplicação de um peeling químico, que penetra mais profundamente. Contudo, o procedimento deve ser feito com a ajuda de um dermatologista, pois envolve ácidos geralmente.

Apenas um profissional indicará os melhores produtos para atingir seus objetivos, seja o clareamento de manchas, a diminuição de rugas ou o combate à acne. Para saber mais sobre o peeling profissional, assista ao vídeo da esteticista Patrícia Elias:

Como nem sempre sobram tempo e dinheiro para investir em tratamentos de clínicas de estética, é sempre bom ter alguns truques na manga para auxiliar os cuidados da pele.

As opções de peeling caseiro são bem mais econômicas, já que podem ser feitas com ingredientes comuns de casa. O procedimento deve ser feito uma vez por mês, de acordo com a renovação celular natural, que acontece a cada 28 dias aproximadamente.

Contudo, é bom lembrar que esses tratamentos alternativos são mais superficiais e não trazem resultados tão rápidos e perceptíveis como os profissionais. Mais do que dedicar um ou dois dias do mês para se cuidar, é necessário manter-se atento quanto às limpezas e hidratações diárias para atingir maiores benefícios.

Como o peeling envolve a remoção de células e a penetração pelas camadas da pele, a superfície tende a ficar muito mais sensível após o procedimento.

Por isso, é essencial que se lave muito bem o rosto antes da aplicação das máscaras para prevenir irritações ou possíveis infecções. Sempre dê preferência por sabonetes específicos para seu tipo de pele com função antisséptica.

Depois de passar pelo tratamento, enxágue tudo com água fria sem utilizar sabonetes, e, para finalizar, aplique soro fisiológico com um algodão por todo o rosto.

O fundamental é usar protetores solares, principalmente nos dias seguintes ao peeling, pois a pele estará mais vulnerável, o que pode piorar a situação das manchas caso você não tome os devidos cuidados.

Mulher fazendo peeling
Crédito: iStock |
Antes de decidir qual peeling fazer, entenda as especificidades e necessidades da sua pele
Para você que deseja ter uma pele menos oleosa, sem marcas de acne e com manchas menos perceptíveis, a Catraca Livre Estilo selecionou 6 maneiras de como fazer peeling em casa, que vão facilitar sua vida na hora dos cuidados de beleza.

Olha só!

Aspirina e vinagre branco
Pegue um potinho de vidro e coloque no microondas por alguns segundos apenas para aquecê-lo. Depois, amasse dois comprimidos de Aspirina e misture a uma colher bem cheia de vinagre de maçã, de preferência orgânico.

Acrescente uma colher de chá de óleo de coco, que amolecerá no recipiente quente, e a receita está pronta!

O ácido acetilsalicílico presente no comprimido combate as bactérias da acne, controla a oleosidade e abaixa as inflamações, o que ajuda no clareamento das manchas. Já o vinagre atua na recuperação da pele enquanto o óleo de coco auxilia na nutrição e hidratação.

Açúcar e azeite de oliva
Enquanto o azeite é usado para hidratar as camadas mais profundas da pele, o açúcar entra na receita como agente esfoliante para renovar as células e eliminar pequenas impurezas.

As medidas da receita não são fixas e podem variar de acordo com a textura do gosto de cada um. Após misturar os ingredientes até formar uma pasta homogênea, aplique delicadamente o peeling por todo o rosto, fazendo movimento circulares.

Azeite e açúcar
Crédito: iStock | professor25 | usergi15966731
Enquanto o azeite age na pele como peeling químico, o açúcar atua como físico
Pepino e leite
Em um liquidificador, bata a casca de um pepino com algumas colheres de leite. Em seguida, passe a mistura no rosto e aguarde 20 minutos. O pepino tem funções anti-inflamatórias e ajuda à reduzir a retenção de líquido, além de estimular a circulação sanguínea.

Aveia e iogurte natural
Esta receita é ideal para quem quer se livrar de manchinhas, pois os pequenos flocos de aveia agirão na remoção das camadas superficiais, onde a concentração de melanina é maior.

Misture uma colher de sopa de aveia em flocos a outra de iogurte natural até formar uma pastinha. Passe no rosto em movimento circulares durante 3 minutos, dando atenção às áreas com mais marcas.

Peeling com borra de café
Crédito: iStock | jitchanamont
A borra de café age na pele como peeling físico
Borra de café
Aquele restinho de café que sobrou no coador será seu melhor amigo na hora de ativar a circulação e remover machas. E não há segredos nesta receita!

Após lavar o rosto com água morna para abrir os poros, massageie delicadamente a borra de café na pele, deixando agir por um minuto e meio. Evite passar o pó na região dos olhos, pois a pele da área é mais sensível.

Aveia, mamão e azeite de oliva
Perfeita para quem sobre com espinhas e cravos, esta máscara ajuda na desobstrução e limpeza dos poros, reduzindo a oleosidade da pele e o aparecimento de acnes.

Em uma tigela, coloque três colheres de sopa: uma de aveia em flocos, outra de mamão amassado e, por fim, uma de azeite de oliva. Na pele úmida, aplique a máscara dando preferência às regiões onde a oleosidade é maior, como queixo, testa, nariz e bochechas, fazendo sempre movimentos circulares.

Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

Bichectomia: o que é, como é feita a cirurgia e riscos

Veja os resultados possíveis e os prós e contras da cirurgia
Marcelo Wulkan

A bichectomia é a cirurgia plástica em que há a retirada total ou mesmo parcial de duas bolsas de gorduras presentes uma em cada lado da boca, entre o maxilar e a mandíbula, chamadas de “bolas de Bichat”. Essas bolsas de gordura estão presentes no corpo, não importa se a pessoa está ou não acima do peso. A finalidade da bichectomia é puramente estética: reduzir o volume da parte de baixo do rosto.

Leia também: Bichectomia o que é

No entanto, essa cirurgia é controversa para alguns profissionais, pois essa região do rosto costuma perder gordura com o passar da idade e a retirada dessas bolsas de gordura pode acarretar em uma aparência mais envelhecida, principalmente se for total.

Outros nomes
Remoção das bolas de Bichat

Indicações da bichectomia
A bichectomia é uma cirurgia puramente estética e pode ser realizada por pessoas que querem afinar o rosto.

Quem é o profissional apto a realizar a bichectomia?
A bichectomia é um procedimento cirúrgico e deve ser executada por profissionais médicos que tenham essa especialidade, como cirurgiões plásticos.

Pré-requisitos para fazer a cirurgia
Antes de tudo é importante que seja feita a avaliação clínica pelo profissional que executará a cirurgia, para que ele possa avaliar se há indicação e quais são as expectativas da paciente quanto ao tratamento.

Depois disso, por ser uma cirurgia, é importante que o paciente faça os exames pré-cirúrgicos, que incluem hemograma completo, coagulograma e glicemia, para ver se ele está em condições de saúde para realizar a cirurgia. Além disso, é importante que o paciente passe pela avaliação de um cardiologista, se o médico achar necessário (como pacientes com hipertensão).

Saiba mais: Tratamentos estéticos podem ser aliados das cirurgias plásticas no rosto
Contraindicações para bichectomia
Pessoas com problemas de saúde, como doenças infecciosas ativas, são contraindicadas a fazer esse tipo de cirurgia. Além disso, pessoas com uma expectativa irreal sobre o procedimento não devem realizar esse tipo de operação.

Como é feita bichectomia
Quando a bichectomia é feita sem associação a nenhum outro procedimento, a cirurgia é intraoral, ou seja, o corte é feito dentro da boca, pois as mucosas bucais tem uma melhor cicatrização e não deixam marca aparente. Nesses casos o paciente recebe anestesia geral ou anestesia local e sedação. Depois, o médico procura as marcas anatômicas no interior de sua boca que indicam a localização das bolas de Bichat. Uma incisão é feita e as bolsas de gordura são removidas parcialmente – raramente a operação retira-as totalmente.

No entanto, caso alguma outra cirurgia que envolva uma incisão na pele esteja sendo feita, como o lifting facial, a bichectomia pode ser feita em associação. Nesses casos, quando a pele é levantada para que seja reposicionada, o especialista já aproveita e remove as bolas de Bichat.

Duração da cirurgia
O tempo de duração da cirurgia dependerá da experiência do médico e de quaisquer eventuais complicações. Mas a bichectomia dura em média entre uma hora e uma hora e meia.

Possíveis complicações da bichectomia
A região onde estão localizadas as bolas de Bichat está próxima de duas das ramificações do nervo do trigêmeo, o ramo maxilar (que acompanha todo o maxilar superior) e o ramo mandibular (que acompanha o maxilar inferior). Assim como vários outros nervos presentes no rosto, o nervo do trigêmeo é um nervo sensitivo que controla as sensações que se espalham pela face, enviando-as como mensagens ao cérebro. Caso o médico seja inexperiente e danifique esse nervo, o que pode causar inclusive uma paralisia facial.

Saiba mais: Diabetes: quais os cuidados em procedimentos cirúrgicos?
Pré-operatório da bichectomia
Além da realização dos exames pré-operatórios (glicemia, coagulograma e hemograma completo) e da avaliação cardiológica, é importante que antes da bichectomia o paciente realize jejum de oito horas.

Pós-operatório da bichectomia
O pós-operatório da bichectomia é simples. Normalmente ocorre um inchaço na região, devido ao corte cirúrgico, que pode ser tratado com o uso de compressas de água fria. Caso a incisão tenha sido intraoral, indica-se evitar consumir alimentos cítricos, que podem causar maior desconforto. Além disso, o uso de protetor solar com fator de proteção solar maior do 30 é muito importante.

O retorno às atividades normais em geral demora uma semana e a volta das atividades físicas depende da avaliação e indicação do seu médico.

Saiba mais: Cirurgias plásticas para afinar o rosto podem trazer insatisfações em longo prazo
Antes e depois da bichectomia
O resultado esperado após a bichectomia é um afinamento discreto do rosto. Pessoas com bochechas mais proeminentes podem notar um contraste e afinamento maior. Além disso, pessoas com o rosto mais cheinho devido a taxas altas de gordura corporal podem não notar tanta diferença.

É importante ressaltar que após os anos, o rosto começa a sofrer uma perda de gordura. Por isso mesmo, pessoas que se submetem a essa cirurgia podem precisar de preenchimentos posteriormente, para recuperarem uma aparência mais jovial.

Alie a bichectomia com…
Implante facial Fazer algum preenchimento com ácido hialurônico discreto nos malares pode ajudar a ressaltar ainda mais o afinamento do queixo, causado por uma ilusão de óptica. Converse com seu médico sobre essa possibilidade, para ele verificar se há indicação dessa associação no seu caso.

BIOTINA: A VITAMINA FUNDAMENTAL PARA A BELEZA!

BIOTINA: A VITAMINA FUNDAMENTAL PARA A BELEZA!

Em certos momentos da vida bate aquela sensação de que necessitamos de algum tipo de suplementação vitamínica, seja porque nos sentimos desanimados, seja porque o nosso corpo começa a apresentar certos sinais, como queda de cabelo, unhas quebradiças, problemas na pele, etc.

O nosso corpo acaba perdendo alguns nutrientes fundamentais para o seu bom funcionamento com o passar dos anos. Uma dessas vitaminas importantes para a nossa saúde é a biotina, também conhecida como vitamina B7, vitamina H ou coenzima R, que contribui para a pele, as unhas e o cabelo.

Se você está tendo muita queda de cabelo ou unhas quebradiças, fique atento porque o seu organismo pode estar com insuficiência de biotina, uma vitamina fundamental para a nossa beleza.

O QUE É BIOTINA?
A biotina é uma coenzima do complexo B, conhecida como vitamina B7, com alta capacidade de sintetizar nutrientes. Ela trabalha na metabolização de gorduras, carboidratos e proteínas, auxiliando na geração de energia e na produção de ácidos que mantêm a pele, as unhas e o cabelo saudáveis.

Leia também: comprar Biotina

Por ser facilmente dissolvida em água, precisa ser reposta diariamente, já que é eliminada na urina e não é, portanto, armazenada pelo corpo.

BENEFÍCIOS
Além de ajudar nossas células a funcionarem melhor, esta vitamina faz bem para:

Pele: mantém a pele hidratada pela ativação do metabolismo de macronutrientes.
Cabelos: atua na produção de queratina, uma proteína capilar, ajudando no crescimento e fortalecimento dos cabelos.
Unhas: ainda por conta da sua ajuda na produção da queratina, também presente nas unhas, esta vitamina auxilia o crescimento e o fortalecimento das unhas.
Como deu pra perceber, a biotina faz as unhas e o cabelo crescerem, além de prevenir a queda capilar e o enfraquecimento das unhas.

FONTES NATURAIS DE BIOTINA: ONDE ELA PODE SER ENCONTRADA?
A biotina está presente em muitos alimentos, como:

leite e derivados,
carne vermelha,
aves,
peixes,
gema de ovo,
aveia
nozes e avelãs,
soja,
amendoim,
castanha de caju
espinafre,
couve-flor,
arroz integral,
banana,
batata
morango,
cogumelos
melancia, entre outros.
Como se pode notar, esta vitamina pode ser facilmente encontrada em diversos alimentos, fontes naturais de biotina. Uma alimentação equilibrada, saudável e variada, pode suprir tranquilamente a necessidade diária de vitamina B7 no organismo. Há casos porém, em que a pessoa tem dificuldade em absorver tal nutriente. Em tais casos, é preciso consultar um médico ou um especialista em saúde para verificar se, de fato, se trata de carência de B7, para poder receitar a suplementação.

CARÊNCIA DE BIOTINA
As bebidas alcoólicas, se consumidas frequentemente, contribuem na redução da absorção da vitamina B7 (biotina). A sua carência pode provocar alterações na visão e audição e, ainda, problemas dermatológicos.

Alguns sintomas de sua carência podem ser:

irritação e até depressão (pois esta vitamina atua também no sistema nervoso)
manchas na pele,
pele demasiado ressecada
conjuntivite,
dores musculares,
fadiga, cansaço
aumento do açúcar no sangue

BIOTINA AJUDA A ENGORDAR OU EMAGRECER?
Dado que esta vitamina ajuda na metabolização de nutrientes: gorduras, açúcares, proteínas, ela sim, pode ser considerada importante nas dietas de emagrecimento, pois ajuda na transformação dos alimentos em energia.

Além disso, a biotina trabalha também no controle da glicose no sangue, do colesterol e dos triglicerídeos, ajudando a reduzir problemas de acúmulo de gordura no sangue que podem causar vários problemas de saúde, da hipertensão ao infarto.

Absolutamente não engorda mas, atenção, seu excesso, como todo o excesso, pode ser prejudicial. Portanto nada de tomar suplemento de biotina para emagrecer. Somente um médico pode receitá-la para este, ou outros, fins.

SUPLEMENTO – QUANTIDADE DE VITAMINA RECOMENDADA
Segundo recomenda Bianca Alfarela, nutricionista para o blog Sanavita, a ingestão diária de biotina, para adultos saudáveis, é de 30 mcg.

Mas é claro que é preciso consultar um médico ou nutricionista, pois, qualquer tipo de suplementação, somente pode ser feita com a indicação de um profissional adequado, que diagnosticará a necessidade da reposição da vitamina e a quantidade adequada para cada caso.

Lembre-se de que uma alimentação variada e saudável deve bastar para que não haja carência desta e de nenhuma outra vitamina ou nutriente.

A automedicação, ainda que de suplementos ou de produtos naturais, sempre deve ser evitada, pois, além de um suplemento ser tomado sem necessidade, pode, ainda, ser perigoso para a saúde.

ONDE COMPRAR
Para aqueles que necessitarem de suplementação, após a recomendação especializada, a biotina pode ser encontrada em lojas de produtos naturais em pó ou em cápsulas.

Varizes

Varizes

As varizes são veias inchadas e dilatadas, normalmente de cor azulada ou
arroxeada e de aspecto granuloso, protuberante ou sinuoso.
As varizes desenvolvem-se quando as pequenas válvulas que se encontram
dentro das veias deixam de funcionar devidamente. Numa veia saudável, o
sangue é conduzido para o coração e impedido de voltar para trás através de
várias válvulas que abrem e fecham para deixar passar o sangue. Se estas
enfraquecerem ou forem danificadas, o sangue pode voltar para trás e estagnar
na veia, causando a variz.
As varizes são um problema muito comum que tende a afectar mais as mulheres.
Qualquer veia do corpo pode formar uma variz, mas estas são mais normais nas
pernas e nos pés.
Na maioria das pessoas, as varizes não são perigosas; têm um aspecto
desagradável mas não costumam causar problemas de saúde a longo prazo.
Sintomas
As varizes são geralmente azuladas ou arroxeadas e de aspecto protuberante e
sinuoso. Algumas pessoas com varizes não sentirão dor ou desconforto ao passo
que outras são mais afetadas.
Outros sintomas de varizes podem incluir: dor, sensação de peso e desconforto,
ardor ou palpitação nas pernas. Também poderá sentir cãibras musculares nas

Leia também: Varicell preço

pernas (sobretudo à noite) e a pele sobre a veia seca, fina e com prurido.
Se tiver estes sintomas, normalmente são mais acentuados em climas quentes ou
quando fica de pé muito tempo.
As varizes são mais comuns nas pernas, normalmente na barriga da perna ou na
parte interna. No entanto, podem por vezes formar-se noutras partes do corpo,
como o esófago, o útero, a vagina, a bacia e o recto.
Causas
Dentro das veias existem pequenas válvulas que abrem para deixar passar o
sangue e depois fecham para impedir o seu retorno.
Por vezes as paredes das veias começam a dilatar e a perder a elasticidade,
enfraquecendo assim as válvulas. Quando as válvulas deixam de funcionar
devidamente, o sangue pode vazar e voltar para trás. Fica então estagnado nas
veias, provocando o inchaço e dilatação das mesmas.
Page 2 of 4
Varicose veins | Portuguese | Translated 04/08 © Queen’s Printer and Controller of HMSO 2008
Ainda não se entende totalmente a razão por que as válvulas venosas
enfraquecem. No entanto, existem vários factores de risco que podem aumentar a
probabilidade de se formarem varizes.
As mulheres têm uma maior probabilidade do que os homens, e a probabilidade
aumenta também se um membro da família próxima tiver o mesmo problema.
A idade e o excesso de peso exercem uma pressão adicional sobre as veias,
tornando-as mais susceptíveis a varizes. As mulheres grávidas também têm uma
maior probabilidade de desenvolver varizes.
Diagnóstico
Se achar que as varizes lhe causam dor e desconforto, deve procurar o seu
médico de família para pedir aconselhamento.
O médico irá examinar-lhe as pernas enquanto fica de pé, para procurar sinais de
edema. Se o seu médico de família achar necessário, poderá aconselhar que faça
outros exames.
O exame Doppler usa uma ecografia para obter informações sobre a direcção do
fluxo sanguíneo nas veias e para examinar o desempenho das válvulas venosas.
A ecografia é um exame indolor que usa ondas sonoras de alta frequência para
produzir uma imagem do interior do organismo.
Com o teste de Brodie-Trendelenburg, coloca-se um garrote à volta da perna do
paciente enquanto este está deitado, bloqueando temporariamente o fluxo
sanguíneo. Quando o paciente se levanta, o médico conseguirá ver as veias a
encherem de sangue, permitindo-lhe observar se alguma válvula está danificada.
Tratamento
Nem toda a gente que tem varizes requer tratamento. No entanto, poderá
necessitar de tratamento se as veias lhe causam desconforto ou se desenvolver
complicações.
As meias de compressão estão desenhadas para apertar firmemente as pernas e
ajudar a melhorar a circulação. Poderão ajudar a aliviar a dor ou inchaço das
pernas, mas não curam as varizes.
O tratamento de escleroterapia envolve a injecção na veia de um químico especial
que cicatriza a veia e a fecha.
As varizes maiores por vezes têm de ser removidas cirurgicamente. A maioria dos
cirurgiões utiliza a técnica de laqueação e remoção, que envolve a laqueação da
veia afectada seguida da sua remoção.
Page 3 of 4
Varicose veins | Portuguese | Translated 04/08 © Queen’s Printer and Controller of HMSO 2008
Desenvolveram-se recentemente novos tratamentos para tratar as varizes, como a
ablação por radiofrequência (em que a veia é selada por meio de energia de
radiofrequência), o laser endovenoso (onde a veia é selada por meio de energia a
laser) e flebectomia (onde a veia afectada é retirada através de um dispositivo de
sucção).
Estes novos tratamentos poderão ser limitados no NHS, por isso fale com o seu
médico de família sobre a disponibilidade dos mesmos na sua área.
Complicações
A maioria das pessoas que tem varizes não desenvolve complicações. No caso de
ocorrerem, as complicações tendem a surgir muitos anos após o primeiro
aparecimento de varizes.
A tromboflebite ocorre quando as varizes superficiais se tornam dolorosas e
vermelhas devido a um bloqueio venoso. A tromboflebite é um problema menos
sério do que o bloqueio de uma das veias mais profundas (trombose venosa
profunda) e é normalmente de fácil tratamento.
As varizes que se formam perto da superfície da pele podem por vezes sangrar se
ferir ou bater com a perna. Se tiver dificuldade em estancar o sangramento, deitese,
eleve a perna e aplique pressão directamente sobre o ferimento. Procure
aconselhamento médico imediato se não conseguir estancar o sangramento.
A insuficiência venosa crónica desenvolve-se devido a um fluxo deficiente nas
veias. Por vezes, pode causar outros problemas, como eczema varicoso
(descoloração da pele à volta da veia) e úlceras venosas (perda de pele à volta da
veia).
Prevenção
Nem sempre é possível evitar a ocorrência de varizes, mas poderá tomar algumas
medidas para diminuir o risco de ocorrência.
O exercício regular é uma boa forma de movimentar as pernas e ajudará a
melhorar a circulação. Se perder peso em excesso libertará o sistema circulatório
de uma pressão adicional desnecessária e ajudará o coração a espalhar mais
facilmente o sangue pelo corpo.
Deixar de fumar permitirá reduzir o risco de desenvolver varizes e melhorar
bastante a sua saúde geral.
Deverá evitar vestuário apertado e sapatos de salto alto, pois podem limitar a
circulação.
Page 4 of 4
Varicose veins | Portuguese | Translated 04/08 © Queen’s Printer and Controller of HMSO 2008
Sempre que possível, tente fazer pausas regulares durante o dia. Também deverá
tentar manter as pernas elevadas enquanto descansa. As pernas deverão ficar
acima do nível do coração.
Se tiver de ficar sentado ou de pé durante longos períodos, tente mudar de
posição frequentemente e evite cruzar as pernas.
Serviço confidencial de tradução
O NHS Direct pode fornecer intérpretes confidenciais em várias línguas e no
espaço de minutos da sua chamada.
Basta seguir o nosso guia simples de 3 passos:
Passo 1 – Ligue para o número do NHS Direct: 0845 4647.
Passo 2 – Quando atenderem a sua chamada, indique em inglês a língua
que pretende utilizar. Espere na linha até estar ligado a um intérprete que
irá ajudar o NHS Direct a dar-lhe a informação e o aconselhamento sobre
saúde de que necessita.
Passo 3 – Em alternativa, pode pedir a um amigo ou familiar para ligar em
seu nome. Espere até que o intérprete esteja em linha para explicar as
razões da sua chamada.